"A Única coisa necessária para o mal triunfar é que os homens bons não façam nada." (Edmund Burke)

*Pulsares Recentes:

* Levar

* Respira

* Páscoa

* Hóspede não convidado...

* Remar, Remar...

* Forte

* 90 Metros (Uma Historia d...

* Canção da Terra

* Perseguindo Carros

* Palavras

* Dilúvio

* ANJO

* Lamento Recente

* O Homem Invisível

* Começar!

* O Templo

* A música que merecemos...

* DOMINGO SANGRENTO DOMINGO

* Li

* As Pessoas são Estranhas

* INICIAR

* DESORDEM

* Navegue ...

* Estranho

* Não Existo…

* LUKA

* África...

* O PRIMEIRO DIA

* Tu tens um amigo...

* Um

*Pulsares Remotos:

* Julho 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Outubro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

*Raios de:

Segunda-feira, 12 de Novembro de 2007

Time (Tempo)


O segundo post sobre o álbum “The Dark Side Of The Moon” é dedicado quarta faixa “Time” (Tempo). Esta faixa sobre a fuga e a obsessão do tempo eleva-se num dilúvio de mecanismos de relógios e pêndulos que dão mais tarde lugar a um carrilhão. Este crescendo restitui a tensão e a importância do factor tempo na vida moderna. A primeira e a terceira estrofes mostram bem esta corrida desenfreada, pontuada na segunda e quarta estrofe por momentos de circunspecção, nos quais se reflecte acerca do alegado absurdo da existência moderna.


Pink Floyd - Time, Live
Colocado por MovieFanQS

 

IV

Tempo

“Time”

 

Tiquetaqueando os momentos que compõem um dia melancólico

Tu despedaças e desperdiças as horas de modo repentino

Pontapeando em redor num pedaço de chão da tua cidade

Esperando por alguém ou algo que te mostre o caminho


Cansado de ter mentido na luz do sol ficando em casa a assistir à chuva

Tu és jovem e a vida é longa e há tempo para matar hoje

Então um dia tu apercebes-te que já passaram dez anos

Ninguém te disse quanto correr, tu perdeste o tempo de partida


E tu corres, e tu corres para alcançar o sol, mas ele está-se afundando

E correndo em redor para surgir atrás de ti outra vez

O sol é o mesmo de modo relativo mas tu és mais velho

E com menos fôlego e um dia mais próximo da morte


Cada ano se está encurtando e parecendo nunca encontrar o momento

Planos que acabam em nada ou em meia pagina de linhas rabiscadas

Aguentam um desesperado sossego de um modo Inglês

O tempo foi-se a canção acabou, pensava ter algo mais para dizer

 

 

Respira

“Breathe”

(Reprise)

 

 

Casa, em casa novamente

Eu gosto de estar lá quando posso

Quando estou constipado e cansado

É bom aquecer os meus ossos à lareira

Longe pelo campo

O Soar do Sino férreo

Chamam o crente aos seus joelhos

A ouvir os feitiços mágicos suavemente falados

Sinto-me: Tiquetaqueando
Música: Pink Floyd - Time
Por Pulse às 22:28
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos

Eclipse...



Sou o teu e o meu convidado Indesejado...

*Mais sobre um Pulsar


Correio de Frequências

*Procurar um Pulsar

 

*Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO
RSS