"A Única coisa necessária para o mal triunfar é que os homens bons não façam nada." (Edmund Burke)

*Pulsares Recentes:

* Levar

* Respira

* Páscoa

* Hóspede não convidado...

* Remar, Remar...

* Forte

* 90 Metros (Uma Historia d...

* Canção da Terra

* Perseguindo Carros

* Palavras

* Dilúvio

* ANJO

* Lamento Recente

* O Homem Invisível

* Começar!

* O Templo

* A música que merecemos...

* DOMINGO SANGRENTO DOMINGO

* Li

* As Pessoas são Estranhas

* INICIAR

* DESORDEM

* Navegue ...

* Estranho

* Não Existo…

* LUKA

* África...

* O PRIMEIRO DIA

* Tu tens um amigo...

* Um

*Pulsares Remotos:

* Julho 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Outubro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

*Raios de:

Terça-feira, 2 de Outubro de 2007

Hospede Não Convidado

Á muito tempo que desejava e ansiava colocar no meu blog esta letra dos Marillion, finalmente aqui está ela, afinal de contas trata-se de um dos clipes mais antigos do meu blog e tinha que lhe fazer justiça, as imagens e as palavras falam por elas, espero que gostem…



 



Podes não te lembrar do momento em que me abordas-te,

mas o teu convite foi claro.

Vais fingir que nunca me conheces-te mas é tarde demais,

agora estou aqui.

 

Sim porque sou aquele que te conhece e que te assusta,

sou aquele que te ama melhor,

sou o décimo terceiro á mesa.

Sou o hóspede não convidado.

Sou Banquo no teu banquete,

sou o cuco no teu ninho,

sou a decima quinta pedra no teu primeiro pé,

sou o hóspede não convidado.

 

Eu estava lá quando insinceramente disses-te varias vezes “eu amo-te”

a uma Mulher que não era a tua esposa.

E eu confrontei-te com o dinheiro

que tu geriste e gastaste

no maior arrependimento que causas-te na tua vida.

 

Eu sou aquele que sabe o que te assusta,

eu sou aquele que te ama melhor,

eu sou décimo terceiro à mesa,

eu sou o hóspede não convidado.

Eu sou o Banquo no teu banquete,

eu sou o cuco no seu ninho,

eu sou a resolução no Ano Novo,

eu sou o hóspede não convidado

 

Eu sou a face que esperas nunca ver,

mas que sempre saibas que verás.

Eu sou a única coisa que sabes, que tu não podes fazer,

mas fizes-te porque não podias.

 

Eu sou o mal que corre no teu sangue,

eu sou a comichão na tua pele.

E fizes-te um grande erro, pois foi,

no dia em que deixas-te entrar

e tu não podes voar para o outro lado do mundo,

tu sabes apenas o que encontrarás.

Eu reservei um assento atrás de ti.

Nós não podemos falar dos velhos tempos.

 

Porque eu sou aquele que te assusta mais,

eu sou aquele que te ama melhor,

eu sou o décimo terceiro á mesa,

eu sou o hóspede não convidado.

Eu sou Banquo no teu banquete,

eu sou o cuco no teu ninho,

eu sou a décima quinta pedra no teu primeiro pé,

eu sou o hóspede não convidado.

– Deixa-me entrar!

Eu sou a resolução do Ano Novo.

Eu sou o hóspede não convidado.




"Banquo" General Escocês numa das Obras de Shakespeare
Sinto-me: Hóspede Indesejado
Música: Marillion - The Uninvited Guest
Por Pulse às 21:23
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos

Eclipse...



Sou o teu e o meu convidado Indesejado...

*Mais sobre um Pulsar


Correio de Frequências

*Procurar um Pulsar

 

*Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO
RSS