"A Única coisa necessária para o mal triunfar é que os homens bons não façam nada." (Edmund Burke)

*Pulsares Recentes:

* Levar

* Respira

* Páscoa

* Hóspede não convidado...

* Remar, Remar...

* Forte

* 90 Metros (Uma Historia d...

* Canção da Terra

* Perseguindo Carros

* Palavras

* Dilúvio

* ANJO

* Lamento Recente

* O Homem Invisível

* Começar!

* O Templo

* A música que merecemos...

* DOMINGO SANGRENTO DOMINGO

* Li

* As Pessoas são Estranhas

* INICIAR

* DESORDEM

* Navegue ...

* Estranho

* Não Existo…

* LUKA

* África...

* O PRIMEIRO DIA

* Tu tens um amigo...

* Um

*Pulsares Remotos:

* Julho 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Outubro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

*Raios de:

Domingo, 29 de Julho de 2007

Drive in my car…



Sem destino, sem início nem fim, conduzia meu carro, pensamentos soltos vagueavam na minha cabeça, focava meu olhar sobre a estrada, que me parecia não ter fim, em grande velocidade passavam por mim e em velocidade de cruzeiro me mantive, desejando ver todos os detalhes por onde passava, quem anda depressa não repara o quando de maravilhoso podemos ver e apreciar, mantive-me assim tentando respeitar as velocidades, ouvia musica enquanto conduzia, numa viagem solitária única e fiel companhia, sorria, chorava, acelerava e desacelerava, via uma lua cheia e brilhante que iluminava a noite que mais parecia noite, e por estradas e caminhos entrei em minha cidade, rodeada de luzes e gente, sorrisos, correrias, gargalhadas, beijos e piadas, conquistas e dissabores cobriam o espírito da minha cidade, é linda a minha cidade à noite no verão, uma brisa refrescante a acalma, no ar existe algo lindo e as estrelas escrevem seu nome no céu, de regresso a casa fui contado as curvas, umas fiz a 30 e outras a 50, que importa eram curvas apenas, como as curvas da vida, mas estas por vezes nos desviam e eu prefiro simplesmente conduzir meu carro até casa…

Sinto-me: A Conduzir...
Por Pulse às 08:07
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos

Eclipse...



Sou o teu e o meu convidado Indesejado...

*Mais sobre um Pulsar


Correio de Frequências

*Procurar um Pulsar

 

*Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO
RSS