"A Única coisa necessária para o mal triunfar é que os homens bons não façam nada." (Edmund Burke)

*Pulsares Recentes:

* Levar

* Respira

* Páscoa

* Hóspede não convidado...

* Remar, Remar...

* Forte

* 90 Metros (Uma Historia d...

* Canção da Terra

* Perseguindo Carros

* Palavras

* Dilúvio

* ANJO

* Lamento Recente

* O Homem Invisível

* Começar!

* O Templo

* A música que merecemos...

* DOMINGO SANGRENTO DOMINGO

* Li

* As Pessoas são Estranhas

* INICIAR

* DESORDEM

* Navegue ...

* Estranho

* Não Existo…

* LUKA

* África...

* O PRIMEIRO DIA

* Tu tens um amigo...

* Um

*Pulsares Remotos:

* Julho 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Outubro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

*Raios de:

Sábado, 14 de Julho de 2007

Acredita sem acreditar…


Imaginam, façam um esforço para imaginar como seria andar de automóvel na estrada sem sinais e sem regras, tirem todas aquelas merdas, e tal e coisa, é pá mas…, limpem as vossas mentes e imaginem só esse cenário. Pois é, um caos completo, agora imaginem transpondo esse ponto de vista para o ser humano, sem referências de ordem espiritual e transcendente, como valores, fé e a compaixão por exemplo, seria o fim da nossa espécie tenho a certeza, posso decepcionar alguém por ventura nesta altura do meu blog, mas não, e verão porquê. Quando falamos de religiões, principalmente das principais, sejam elas monoteístas ou politeístas, como sejam o Cristianismo, o Budismo, o Islamismo, o Judaísmo, o Hinduísmo e muitas outras, o que encontramos, referências, orientações, valores, crenças etc., etc., mas não encontramos verdades absolutas, e quem o afirmar só posso dizer que é fundamentalista ou cego alienado convicto, que mais nada aceita para além do que acredita. Temos primeiro que admitir que todas elas foram escritas por homens, pelas suas experiências, suas vivências, e não posso duvidar delas, nem tão pouco daquelas que nos possam parecer algo impensáveis, como sejam as transcendentais, posso sim duvidar a partir do momento em que essas deixaram este mundo, a partir dai pergunto, quantas frases adulteradas, quantos pensamentos desfocados, referências e valores destorcidos, muitos por ventura, alguns de tal forma alterados para justificar guerras em nome deles ou de Deus. Mas uma coisa é certa todas elas tem algo em comum, a Bíblia, a Tora, o Alcorão e as Levedas tem tanto em comum que talvez ninguém imagine o quanto, não faças ao próximo o que não gostarias que te fizessem a ti, Jesus, Maomé e Buda não são assim tão diferentes para justificar os fundamentalismos de hoje ou de ontem, que em nome deles destruímos e invadimos povos e aniquilámos civilizações, mas de isso já eu falei, infelizmente hoje os homens só lêem o que os divide, não os que os pode unir e proporcionar uma vida em comum e harmonia, hoje muitos homens preferem viver de olhos vendados no seu egoísmo, individualismo e materialismo, ignorando a compaixão a fé e em vez disso tentam por vezes comprar pequenos bocados do céu com festas, concertos, espectáculos, congressos. tratados e de boas intenções de beneficência, mas na verdade só servem para mandar areia para os nossos olhos. Felizmente que existem homens excepcionais, e como a minha frase de apresentação diz “A única coisa necessária para o mal triunfar é que os homens bons não façam nada (Edmund Durte)”, e acredito que existam homens bons, ama o outro como a ti mesmo. Entendo que a salvação da alma e do espírito está em cada um de nós, não está numa instituição, poder ou organização, se a religião servir de base para os verdadeiros valores para a qual ela foi erguida, então cada um de nós a deve seguir mas nunca de uma forma cega e fundamentalista, não esquecer que ela foi feita e escrita por homens nenhuma delas deve se sobrepor à outra, porque a verdade absoluta não existe entre os homens, Deus esse, para mim é tudo o que me rodeia, tudo, o bem e o mal em meu redor, o caminho a escolher, só eu e cada um de nós deve escolher, só existe dois caminhos, nunca os talvez, os meios, os intermediários, os terceiros, não existe por mais que procurem, eles são motivo de divisão e alienação, o não e o sim são claros, a verdade e a mentira, o bem e o mal, o céu e a terra, a água e o fogo, cabe a cada um escolher, porque tudo tem um retorno um equilíbrio, que mais tarde ou mais cedo se fará sentir sobre a dor ou o prazer, tudo o resto é vida é viver, é partilhar intensamente cada dia de preferência com verdade e amor. Acredita em tudo o que acreditares mas não acredites em nada, e para que nós possamos viver de bem com a vida é preciso definir regras e sinais de trânsito na nossa vida caso contrário ela será um caos ou um dia se virará contra nós. Talvez venha a abordar de novo este assunto, até lá vivam bem e sejam bons e amem, não sejam incoerentes nem hipócritas, nem andem por ai a consumir a vidas dos outros do vosso semelhante daquele que é igual a ti mas é tão diferente porque é único e é nessa diversidade que existe toda a riqueza do ser humano, mas amem muito e partem essas correntes que vos amarram de preconceitos e complexos que muitas das ramificações de pensamentos dessas religiões tentam impor ou tentam nos fazer crer culpados por amar, quem o faz nunca leu o livro dos sábios, a própria vida. Sejam livres e que a vossa liberdade pertença à natureza e não à anarquia…



IMAGINA

 

Imagina que não há nenhum paraíso

É fácil se tentares

Nenhum inferno por baixo de nós

Acima de nós só céu

Imagina toda a gente

Vivendo o momento presente.

 

Imagina que não há países

Não é difícil faze-lo

Ninguém para matar ou por quem morrer

Nem sequer religião

Imagina toda a gente

Vivendo a sua vida em paz.

 

Tu podes dizer que eu sou um sonhador

Mas eu não sou o único

Espero que um dia te juntes a nós

E o mundo será um só.

 

Imagina que não há propriedade,

Pergunto-me se o consegues

Nenhuma necessidade de ganância ou fome

Uma irmandade de homens

Imagina toda a gente

Compartilhando o mundo inteiro.

 

 

(Obrigado, John Lennon)

Sinto-me: A Acreditar...
Por Pulse às 15:16
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos

Eclipse...



Sou o teu e o meu convidado Indesejado...

*Mais sobre um Pulsar


Correio de Frequências

*Procurar um Pulsar

 

*Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO
RSS