"A Única coisa necessária para o mal triunfar é que os homens bons não façam nada." (Edmund Burke)

*Pulsares Recentes:

* Levar

* Respira

* Páscoa

* Hóspede não convidado...

* Remar, Remar...

* Forte

* 90 Metros (Uma Historia d...

* Canção da Terra

* Perseguindo Carros

* Palavras

* Dilúvio

* ANJO

* Lamento Recente

* O Homem Invisível

* Começar!

* O Templo

* A música que merecemos...

* DOMINGO SANGRENTO DOMINGO

* Li

* As Pessoas são Estranhas

* INICIAR

* DESORDEM

* Navegue ...

* Estranho

* Não Existo…

* LUKA

* África...

* O PRIMEIRO DIA

* Tu tens um amigo...

* Um

*Pulsares Remotos:

* Julho 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Outubro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

*Raios de:

Domingo, 20 de Maio de 2007

Queria… Memória…


Queria, apenas queria, sentir, sentir algo, uma dor, uma pequena dor, estou triste, apenas triste, espreitar pela porta semiaberta do futuro, quantos pensamentos nos passam pelo nossa cabeça, assim em breves momentos como se fossem eternidades, sinto-me triste. Queria falar de amor, mas não sou capaz, partir nessa aventura que tanto apelo, meu sinal sempre foi fraco, para onde emitisse, por onde viaja-se, até aos confins do universo, viajo solitário como um pulsar, sinto-me esquecido pelo destino, pelo amor, esquecido do passado e do futuro, vagueio por entre o meu silêncio numa esperança sem fim, de portas abertas para me encontrarem ou para me levarem, não sei, desprotegido me encontro num labirinto de incertezas que as minhas certezas conhecem, viajo em silêncio numa conversa linda, contemplo a paisagem do universo onde não me sinto só, são frequências de outros pulsares distantes, não os posso tocar, eu sei, talvez um dia quem sabe, talvez se eu colocar este post com o titulo de “foder” alguns milhares de quasares me visitem cheios de luz mas com fraca frequência, nem tudo o que imite luz é estrela e os quasares não são estrelas. Mas não me sinto só, tenho apenas medo do vazio, quando minha frequência atravessa espaços vazios ocupados por astros sem luz que sugam a minha luz e me deixam sem energia, e meu raio de frequência continua até um dia se esvanecer nos confins de um universo sem memória…
Sinto-me: Sem Memória...!!!
Por Pulse às 12:40
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos

Eclipse...



Sou o teu e o meu convidado Indesejado...

*Mais sobre um Pulsar


Correio de Frequências

*Procurar um Pulsar

 

*Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO
RSS