"A Única coisa necessária para o mal triunfar é que os homens bons não façam nada." (Edmund Burke)

Ecos...


Frequências...


Frequências de AMOR...

*Pulsares Recentes:

* Levar

* Respira

* Páscoa

* Hóspede não convidado...

* Remar, Remar...

* Forte

* 90 Metros (Uma Historia d...

* Canção da Terra

* Perseguindo Carros

* Palavras

* Dilúvio

* ANJO

* Lamento Recente

* O Homem Invisível

* Começar!

* O Templo

* A música que merecemos...

* DOMINGO SANGRENTO DOMINGO

* Li

* As Pessoas são Estranhas

* INICIAR

* DESORDEM

* Navegue ...

* Estranho

* Não Existo…

* LUKA

* África...

* O PRIMEIRO DIA

* Tu tens um amigo...

* Um

*Pulsares Remotos:

* Julho 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Outubro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

*Raios de:

*Os Meus Preferidos


Firefox 2


http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0004csxg


http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0004g81t


http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0004d61q


http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0004ee8g


http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0004f502


http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007z64z


http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00080g5c


http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/000810a3


Sábado, 30 de Junho de 2007

Reza no teu Altar de Luz…


Reza num altar cheio de sedução e fantasia, num quadro colorido feito das cores mais lindas do arco-íris, imagina-te a amar sobre ele, reza sobe o chão de cetim e deixa teu corpo envolver-se em veludo azul e viaja até ao paraíso onde o tempo pára e o espaço não existe. Reza num altar onde tudo em ti é magia, é sedução, é musica e faz amor, um amor feroz, como uma fêmea em cio possuída por um macho. Reza num altar onde o orgasmo é perfeito e o clímax é eterno, reza uma oração de harmonia entre teu corpo e tua alma numa compaixão única e coexistível onde a afinidade é o sentimento predominante e a fantasia o elixir do teu instinto. Reza uma oração tua, só tua não minha, reza de dentro para fora até ao centro, reza em palavras, reza em gestos, reza para lá de ti até às estrelas, faz do fogo o teu cálice e do mar o teu vinho. Reza nesse altar teu, que só teu, é único e intocável e convida-me se for digno dele e eleva-me em sonhos que desconhecia no teu universo desconhecido de seduções. Reza tua oração, reza para mim e eu rezo para ti numa orgia de fés que teu corpo e tua alma se deitarão para lá do universo até à eternidade…


Sinto-me: A Rezar
Por Pulse às 14:27
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos

Acima de um mar azul se eleva um céu azul…


Acima de um mar azul se eleva um céu, onde Deus se esconde e a nossa aventura começa, desvendamos mistérios e respondemos a perguntas e mais perguntas surgem, procuramos na ânsia de encontrar um salvador, alguém que nos resgatei deste planeta, nos leve e nos satisfaça todas as nossas necessidades, mas Deus prego-nos uma grande partida, vivemos demasiado afastados, demasiado longe, um caminho impenetrável e inatingível, assim somos nós, uns para outros…


Sinto-me: Acima de mim...
Por Pulse às 09:33
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos
Quinta-feira, 28 de Junho de 2007

Heróis


Eu, eu gostaria de poder nadar
Como os golfinhos, como os golfinhos nadam
Embora nada, nada nos mantenha juntos
Nós podemos vencê-los, para sempre
Nós podemos ser heróis, ao menos por um dia
Eu, eu serei rei
E tu, tu serás rainha
Embora nada os afaste de nós
Nós podemos ser heróis, apenas por um dia
Nós podemos ser nós mesmos,
ao menos por um dia
Eu, eu lembro-me
De estar parado encostado à parede
E as armas atiravam sobre nossas cabeças
E nos beijávamos, como se nada pudesse cair
E a vergonha, estava do lado de lá
Nós podemos vencê-los, para sempre
Então poderíamos ser heróis,
ao menos por um dia
Nós podemos ser heróis
Nós podemos ser heróis
Nós podemos ser heróis
Ao menos por um dia
Nós podemos ser heróis
Sinto-me: Sem Heróis
Música: David Bowie - Heroes
Por Pulse às 22:42
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos
Terça-feira, 26 de Junho de 2007

Numa prisão vivo eu…


Viajo pelos recantos do universo em busca de sinais, nos espaços vazios desfaço-me dos sonhos perdidos, uma viagem sem regresso, onde o tempo e o espaço se misturam onde o labirinto se alastra à medida que a viagem continua, oiço vozes, gemidos e sorrisos, vejo confusão, solidão e paixão, sentidos sem sentido, desesperos num desvio em busca de algo que não é nada e em nada se desfaz. Já não sonho, meus sonhos foram apagados pelas imperfeições dos crentes indecentes, que com lençóis de luxo se envolvem pregando o bem deles como se fosse o único inviolável e imaculado, me encheram de culpa muitos anos antes de a ter, como se nascêssemos com os piores dos pecados. A viagem continua deparando-me com o eterno dilema, sexo e alma, alguém afirma que não é possível conviverem juntos, são tantos os equívocos os enganos as velhas e filhas da putas filosofias, sociologias, teorias, matemáticas, línguas, cifras, civilizações, domesticações, politicas, evangelizações, e mais e mais até não poder mais, o eterno dilema se os anjos tem sexo ou se foi o ovo ou a galinha, quem apareceu primeiro, tanto equivoco, tanto engano, tanta merda que não diz nada e nada diz, não precisamos de educação, desta educação, não precisamos que nos controlem a mente, como se toma-se um comprimido fosse o remédio para nos libertamos dos pesadelos, como se fosse possível afogamos em mascaras para que no dia seguinte voltássemos à merda que somos, afinal onde está aquilo que queremos saber sem censura sem complexos, sem pudor, sem aberrações, sem prisões, sem alienações, sem fronteiras, é a própria vida que queremos saber, sim a vida, fazem-nos para quê, cegos, mudos e surdos e nos atiram para a vida, e afinal o que é a vida, é tudo, tudo o que sentes e dás a sentir. Vagueamos hoje por espaços vazios e preenchemo-los com a grande fome de carências entre o espiritual e o sexo, onde por dinheiro se mata e se vende, onde quem nos governa ou lidera são míseros carentes de espaços vazios e preenchem-nos com seus interesses em detrimento do que nós precisamos mesmo de verdade, e não precisamos nada de matemáticas de línguas e filosofias, nada, rompe mas rompe a direito com tudo o que sabes. Stress é moda, é o que eles querem que nós sintamos, e querem-nos fazer crer que sexo e alma não podem coexistir no mesmo espaço, como se uma fosse divina e a outra o pior dos pecados, que vão todos eles para o raio que os parta, ensinem-nos a viver, se nos ensinarem a saber o que é uma carência o que é uma necessidade o que é uma fantasia o que é um sonho, e é possível se não nos roubarem, se não andarmos perdidos a tirarmos os sonhos uns aos outros como se fosse um jogo, e o jogo da vida é sujo, afinal onde está a fantasia e criatividade onde está o belo, onde está a sensualidade dos nossos gestos e a sedução dos nossos mais belos sonhos, onde está a amizade, onde se aprende a viver, onde, em nenhum lado deste mundo, talvez num próximo, quem sabe, talvez, onde está a liberdade, de amar, porque amar é sexo é alma é fantasia é liberdade. Somos movidos por modas de desgaste rápido onde identificamos uma minúscula parte do nosso ser do nosso querer em detrimento de nós, e voltamos às mascaras do dia-a-dia como se todos os dias fosse carnaval e os três dias do carnal nos libertássemos mesmo, façam tudo porque tudo é permitido, façam sim, libertem-se para além de vocês, libertem-se e façam sexo, façam amor façam elevar a vossa alma, mas façam tudo sem magoar ninguém, sem mentira sem hipocrisia, sejam novos e não velhos, porque magoar alguém ou a natureza esse sim o verdadeiro pecado e único, mas não se prendam não se alienem, não, não queiram viver mais prisão, porque numa prisão vivo eu…

Sinto-me: Na Prisão da Vida
Por Pulse às 21:51
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos
Domingo, 24 de Junho de 2007

Pulsares Amigos


O Meu blog tem sofrido algumas alterações ultimamente, novas fotos, novo visual, mas eu não vou ficar por aqui, nunca estou satisfeito com o que realizei, em busca da perfeição, mas sabendo que ela não existe o desafio é maior ainda, assim está sempre a mudar, é obvio que gostaria de escrever mais, ter mais tempo para ele, mais ainda que tenho agora blogs amigos, que em termos de visual e arquitectura são fantásticos e lindos, demonstram bom gosto e personalidade, quando ao seu conteúdo, são pulsares raros, não vou falar de nenhum em concreto, eu não sou daqueles que acho, não, eu tenho a certeza, são diferentes do meu, e ainda bem, cada pulsar é único e é ai que reside toda a sua beleza, a sua diversidade, sonhos, desejos, ansiedades, angustias, esperança, amor, sexo etc. etc., muito mais, são tantas as frequências emitidas pelos meus pulsares amigos que vão para lá da minha imaginação, porque são deles, desse interior de nós maravilhoso que quando liberto nos dá asas ao mais lindo quadro da vida, à fantasia mais secreta ao sonho mais lindo do desejo mais escondido, ao tesouro mais escondido, bem hajam blogs amigos a quem eu chamo de pulsares, espero que mo permitam. São quase todos de mulheres, meninas, jovens, desculpem, não sei qual será a expressão mais correcta, mas eu sou daqueles que ser jovem é para sempre, como aliás um dos meus post’s descrevo, agradeço muito terem-me dado ou melhor permitido ser vosso amigo, e o mistério mais fantástico dos nosso blogs é que somos amigos só pelas palavras, musicas, imagens e vídeos que nele colocamos, somos uma espécie de amigos mistério, em que cada um é inviolável e único sem ter necessidade de interferir no outro, ou seja cada post é uma surpresa uma nova estrela, um tesouro que desconhecíamos até ao momento que lemos, obrigado a elas e a eles e continuem e não desanimem nunca…

 

Para os meus amigos Pulsares uma musica linda, espero que gostem…

Sinto-me: Pulsar Amigo
Por Pulse às 11:19
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos

Mulher


Mulher, no mundo, na vida, na história, porque será que te englobam na palavra Homem? Quando escrita com H maiúsculo, és obra das estrelas tal como os homens, as tuas linhas mais lindas e harmoniosas, obra de arte por certo, inteligência sim, muita, e muito mais sensibilidade, dás ao universo novas estrelas, e à vida mais cor, a cor do teu pulsar é difícil de descrever, tal é a sua beleza. Procuro muitas vezes respostas para tanto sofrimento que sentes, na casa ao meu lado, na minha terra, num país asiático, num país africano. Só falam de ti, no teu dia, ou em dias que era melhor não se recordarem, eu não falo no teu dia, falo em todos, as datas são para os hipócritas, são para aqueles que vivem da tua dor. É difícil sim, entender, quando és espancada, tapada dos pés à cabeça, refugiada dos teus frutos, nos campos desertos, escravizada em bordéis, porque procuravas aqui uma vida melhor. Escrava do teu marido, esse homem de h pequeno, digno desse nome não o é, quando te maltrata, e por causa da prestação da casa, de um sonho que persegues, pelos teus tenros filhos, tornas-te filha da submissão e da pior da escravidão, a prisão da tua alma e do teu corpo. Como é possível? Serei eu digno de ser homem, mas na verdade sou, e não entendo esses homens, não consigo, porque a única coisa necessária para te libertares é dando-te amor, muito amor, porque eu sei, quando te libertas és luz, fantasia, imaginação, és rosa sem espinhos, os teus sonhos são reais, capaz de amar para além do sentido retrógrado de alguns homens que preferem ter uma escrava em casa e uma puta na rua, esta é para eles não é para ti, tu podes ter tudo, porque precisas de tudo, e és tudo, e quem em casa te deixa, deixou de te ouvir, ouvir dizer que também precisas de ser amada, também suada, também seduzida, também envolvida em fantasias de amor, também em sexo, és tudo sim e muito mais. Liberta-te se poderes, eu sei o quanto é difícil, mas tenta, o mundo é muito grande, ao contrário de alguns de teimam em dizer que está cada dia mais pequeno, para esses convém-lhes que os outros pensem assim. Vejo pelo mundo fora muitas atrocidades contra ti, países onde nem os olhos mostras, em outros teu corpo reduzido a ossos amamentado tenros filhos, em outros teu corpo vendido a peso de dólares e de euros pela escravidão e submissão. Não escrevo em nenhuma data especifica, porque para mim todos os dias são dias, e quando em determinadas datas alguém diz, por exemplo, todos os dias deviam ser dia de natal, então está à espera de quê bolas, que o pai natal lhe caia do céu… é fantástico existires mulher, este planeta já estaria reduzido a cinzas se não existisses, dás cor e vida és a mais doce fantasia e solta és linda de mais, a mais doce sensualidade que qualquer homem digno de ti merece envolver-se em teus braços no mais perfeito fogo de artificio por entre os pensamentos mais lindos sem tabus, sem pudor, sem fronteiras até onde desejas ser amada, seduzida na mais bela sedução, possuída na mais linda fantasia, suada pelo fogo do teu desejo, mas liberta, onde as asas do teu ser são pura luz de um paraíso que existe mesmo ao teu lado, dentro e ti, amo-te mulher ou Mulher… obrigado meu Deus por teres feito de mim o esboço e na mulher a obra prima… atenção mulheres não se descuidem… e nós também não… espero… que eu obra prima não sou de certeza… e não sejam ingénuos nem hipócritas f. f. ...

 

Este vídeo é para todas as mulheres lindas deste mundo…


Sinto-me: Apaixonado pelas Mulheres
Música: Seal - Kiss From A Rose
Por Pulse às 10:04
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos
Quinta-feira, 21 de Junho de 2007

Não é sobre nós...

Um dia dediquei este poema a uma pessoa, não sei porquê, ele não foi entendido como eu pretendia, não era minha intenção que ele fosse interpretado de uma ou outra forma, apenas quis transmitir algo que para mim existe nele, porque era mais sobre a solidão que sentimos, não sei se fiz a transição do português Brasil para português de Portugal mais correcta, mais fiel, não sei, apenas a reacção foi fria e distante. Esta musica e poema foi interpretada pela primeira vez por Ray Wilson quando ele estava nos Génesis, após a sua saída, em concertos a solo, Ray Wilson continua a cantar com um sentimento lindo e profundo que vale a pena escutar a baixo, para mim terá sempre algo a dizer-me, no entanto o seu sentido e significado, deixo ao critério de cada um, mas continuo à procura da razão da sua rejeição…


GENESIS (Ray Wilson) – Não é sobre nós

 

Um pequeno pedaço de algo

Caindo suavemente, abaixo, abaixo

Ninguém entende como eu entendo.

 

Eu preferiria estar ao teu lado

Tudo aquilo que sabemos fazer tão bem.

Conta-me o que sentes agora

Mostra-me o que pensas disto

 

Não é mais sobre nós

Estão em toda a parte as razões pelas quais lutamos

Não é sobre ódio, não é sobre a dor que nós sempre sentimos

Eu sei que nós temos nossos problemas mas nós não somos os únicos

Não é sobre ti, não é sobre mim.

Não é sobre raiva, é mais sobre a solidão que nós sentimos

 

Como posso eu começar a pedir um pouco de perdão

Para tudo aquilo que de nós levamos

Não há nada a temer

Um pequeno pedaço de algo.

Caindo suavemente, abaixo, abaixo

Ninguém entende não, ninguém como eu

Não há nada a temer

Não é mais sobre nós

 

Estão em toda a parte as razões pelas quais lutamos.

Não é sobre ódio, não é sobre dor que nós sempre sentimos

Eu sei que nós temos nossos problemas mas nós não somos os únicos

Não é sobre ti, não é sobre mim.

Não é sobre raiva, é mais sobre a solidão que nós sentimos.

 

Não é sobre nós

Não é sobre ódio

É mais sobre a solidão que nós sentimos,

Consegues tu senti-la

Não é sobre raiva

Não é sobre querer

Eu sei que nós temos nossos problemas

 

Mas nós não somos os únicos, nós não somos os únicos, não é sobre ti, não é sobre mim



Sinto-me: Na Solidão que Sentimos
Por Pulse às 23:30
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos
Segunda-feira, 18 de Junho de 2007

Simplicidade da Amizade




Sinto-me: Simples
Por Pulse às 22:35
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos
Domingo, 17 de Junho de 2007

Amizade, Amigo, Amiga...


Amizade, Amigo, Amiga, vasculhamos pela vida, o sentido, o refúgio seguro, para uma dor, uma lágrima, uma perca, uma incerteza. Inseguros por vezes, talvez pelos anos vividos e vidas vividas, ou pelos verdes anos que vivemos, ou pela inocência que teimamos preservar na mais bela das fantasia, tímidos ou cautelosos, no entanto procuramos caminhar e recuperar, descobrir, hesitando por vezes e em outras bloqueamos, porque receamos perder novamente, e voltar a essa dor que aperta o coração. Por vezes nem questionamos a dor nem o coração, e as vozes do nosso interior se fecham numa alienação cega, e sucumbimos às lágrimas às angustias mais profundas e esquecemo-nos de nós, do nosso melhor, de que somos mais altos que tudo, que merecemos melhor, de acreditar que pode existir melhor, mesmo quando olhamos para alguém e não conseguimos ver para além dos olhos da face. Imagina que és cego, tal como um cego só irias ouvir, imagina-te surdo-mudo, tal como surdo-mudo só irias ver, qual destas duas escolherias para desenvolveres o teu ser mais sensível, cabe a ti escolher, e quando não fazemos a escolha certa, sedemos, humilhamo-nos, sofremos, porque nos colocámos em segundo plano, e voltamos à carga como se fosse possível alguém merecer alguém, ninguém merece ninguém, cada um de nós deve sim merecer, sem condicionalismo, sem fronteiras, livre para tudo, mas com um dos sentimentos mais lindos a afinidade “A afinidade não é o mais brilhante, mas o mais subtil, delicado e penetrante dos sentimentos. É o mais independente.”. Amizade, Amigo, Amiga: - onde está este lindo sentimento de amizade? Procuramos nos destroços do tempo onde perdemos com o decorrer dos lindos dias, caminhos separados pelo tempo ou pela distância ou pela vida, ama o teu amigo mas nunca te apaixones por ele, abraça-o e enxuga-lhe as lágrimas, ri e salta com ele de alegria, dá-lhe tudo nunca esperando nada de volta, mas nunca lhe dês o que ele pede, se o beijares ou abraçares só mostras a tua grande compaixão e compreensão, nunca lhe dês um conselho que ele espera, nem nunca tenhas pena, mostra-lhe muitos caminhos para escolher e esperança para colher, lembra-te de tudo sem condicionalismos, entrega-te todo, se ele trair a tua amizade, pergunta-lhe porque o fez, se ele responder receberás um amigo em dobro e poderás perdoa-lo, se ele não responder então procura saber a razão que a razão da amizade não tem e ela está no coração, corre com ele, dança, alegra-te com ele, namora com ele mas nunca cases com ele, se me perguntares se podes fazer amor com ele, pergunta antes ao teu coração, mas lembra-te não te prendas em paixões com um amigo é uma forma de alienação que te pode escravizar e perder o amigo perfeito. Amizade, Amigo, Amiga, sonha junto e faz barbaridades juntos, fantasia e imagina juntos, sofre junto, se procuras um amigo nunca lhe emprestes dinheiro, dá-lho sem nunca pensares em o teres de volta, se ele fugir porque lhe o emprestas-te então é porque ele não viu em ti um amigo, usou-te apenas e é mau usar alguém. Viaja pelas estrelas, onde uma estrela pode brilhar para ti, sabes que é difícil encontrar um amigo verdadeiro o sentido da afinidade num amigo, nada temos que dar apenas temos que ser, e sabes bem que nos dias de hoje é difícil em quem confiar, é por isso que ter um amigo é ter um tesouro, e um tesouro é ter sempre um segredo bem guardado, portanto guarda-o bem se o tiveres, mas não o prendas porque se ele também for amigo ele voltará para de abraçar e beijar e se for necessário brincar e fazer-te rir, eu sou o teu amigo…


Sinto-me: Amigo
Música: Mafalda Veiga - Cúmplices
Por Pulse às 18:27
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos

Eclipse...



Sou o teu e o meu convidado Indesejado...

*Mais sobre um Pulsar


Correio de Frequências

*Procurar um Pulsar

 

*Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

*Passageiros



ON-LINE




Current Moon Phase
CURRENT MOON PHASE

*As Minhas Fotos:

Castelo de Leiria
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0001eayf

Rio Lis
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0001gex5

Sé de Leiria
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0001fgy7

Ponte Arrabalde da Ponte
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002a74c

Ponte Leiria Euro 2004
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002bt3r

Igreja São Francisco
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/000276z8

Parque Ten. Cor. Jaime F. da Fonseca
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00029w7p

Fonte das 3 Bicas
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002832x

Estação CP Leiria
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002692y

Escola Secundária de Domingos Sequeira
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002xhcx

Nascente do Rio Lis
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002wh5s

Muralhas do Castelo de Leiria
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002yr27

O Rio da Minha Cidade
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002t3b5

Antiguidades no Estaleiro da JAE
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002r4c1

Avião no Parque Ten. Cor. Jaime F. da Fonseca
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002s2cy

Vista Geral sobre Leiria
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0001hc9e

Mosteiro da Batalha
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00025cxe

Estátua Equestre de D. Nuno Álvares Pereira
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00047cya

Câmara Municipal de Leiria
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00041xr6

Estátua de D. João III
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00042ghc

Lyceu de Rodrigues Lobo
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00045d99

Nazaré
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00048k2s

Leiria à Noite
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/000449hh

Leiria à Noite
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0005ze92

Igreja N. S. Encarnação
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/000431zh

Igreja N. S. do Monte
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007e7x0

Mosteiro de Alcobaça
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/000790w5

Óbidos
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007dwk3

Castelo de Almourol
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007br5f

Aveiro
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007aq9g

Curiosidades de Leiria
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007c8ax

Monumento aos Mortos da Grande Guerra (Leiria)
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00046bzx

Rio Lis (Cortes-Leiria)
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007wq17

Rio Lis (Leiria)
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007y40g

São Martinho do Porto
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007tryd

Berlengas
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007xq26

Castelo de São Jorge (Lisboa)
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/000823wa

Rio Tejo (Lisboa)
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00083bcr

Ribeira (Porto)
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00084kf2

Convento de Cristo (Tomar)
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00085pb4



Google

*Pulsar na Net

blogs SAPO
RSS