"A Única coisa necessária para o mal triunfar é que os homens bons não façam nada." (Edmund Burke)

Ecos...


Frequências...


Frequências de AMOR...

*Pulsares Recentes:

* Levar

* Respira

* Páscoa

* Hóspede não convidado...

* Remar, Remar...

* Forte

* 90 Metros (Uma Historia d...

* Canção da Terra

* Perseguindo Carros

* Palavras

* Dilúvio

* ANJO

* Lamento Recente

* O Homem Invisível

* Começar!

* O Templo

* A música que merecemos...

* DOMINGO SANGRENTO DOMINGO

* Li

* As Pessoas são Estranhas

* INICIAR

* DESORDEM

* Navegue ...

* Estranho

* Não Existo…

* LUKA

* África...

* O PRIMEIRO DIA

* Tu tens um amigo...

* Um

*Pulsares Remotos:

* Julho 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Outubro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

*Raios de:

*Os Meus Preferidos


Firefox 2


http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0004csxg


http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0004g81t


http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0004d61q


http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0004ee8g


http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0004f502


http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007z64z


http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00080g5c


http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/000810a3


Domingo, 25 de Fevereiro de 2007

E se não houver um amanhã... Para se Amar...

Sinto-me: Sem Amanhã
Música: Ronan Keating - If Tomorrow Never Comes
Por Pulse às 19:19
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos

Filosofia Barata


No post anterior coloquei um vídeo, fez-me reflectir e penso que fará qualquer um, o tempo consome-nos, é uma doença sem cura, onde perdemos tudo aquilo que durante anos tentámos conservar e evitar, é isso, envelhecemos, nem se quer pensamos nisso, bem pelo contrário, construímos locais para aqueles que dizemos que já não servem para nada, é verdade o que estou a dizer, nem se quer nos passa pela cabeça que um dia seremos assim com mais ou menos saúde assim seremos, e é preciso que chegássemos até lá. Muitas vezes ponho-me a reflectir com os meus botões, a pensar um pouco, e pergunto: que sociedade estamos a construir!?, e digo isso em relação a tudo, a tudo mesmo, questões como o aborto, recentemente e largamento debatido, a eutanásia, a sexualidade e todos os seus tabus, a religião, a democracia, a justiça, a liberdade, o clima, e falar, dialogar e sei mais o quê sobre de tudo isso, não com um visionamento partidário, filosófico ou religioso, não, coloquem tudo isso de lado, vamos falar expulsar cá para fora a verdadeira razão humana da nossa existência, com certeza que chegaríamos a conclusões inesperadas, mas isto só seria possível que puséssemos de fora todas as nossas convicções, radicalismos, crenças, facções, classes, elites, congregações, normas, padrões, idealismos, pois é esqueçam, dá muito trabalho, mas lá fora e pelo mundo inteiro: afinal o que se passa!?, que isso de uma conspiração mundial!? De novamente a riqueza se concentrar em poucos e tantos sem nada!?, novas regras, princípios, filosofias, ordens mundiais, livre comércio mundial. Para quê pensar nisso, temos quem pense por nós, e já temos muito em que pensar, mas não se esqueçam o tempo passa e é uma doença que não perdoa, e porra para esta merda, será que isto tem solução, pois é, voltamos a trás, em particular todos tem a solução em geral é melhor agarrarmos em armas e ossos partidos, como nas tribos antigas, e desatarmos todos, refiro-me à humanidade, a uma humilde pancadaria para acabar com isto, porque nós humanos além de colocarmos a outras espécies em vias de extinção também somos uma espécie de via de extinção, e se querem a verdade de toda a existência é fácil, desistam de tudo e sejam natureza que a natureza será vossa de novo, é, filosofar é fácil, às vezes sem sentido, afinal existe alguma coisa que faça sentido!?, neste momento milhões de possuas dirão que sim, existe sim, e aplaudam, eu digo não, e não me hei-de conformar, para mim não faz sentido, eu sou do mundo mas pertenço à natureza, mas não se preocupem eu acredito em Deus… afinal qual é o ser humano que não o é?... não acredito que haja um que não o seja, mesmos os ateus acreditam, em alguma coisa hão-de acreditar, se não nem se quer existiam, portanto neles acreditam o que implica que acreditam neles que implica por sua vez que acreditam na sua crença, e portanto, crença igual acreditar, acreditar em algo físico ou espiritual tanto faz, acreditam em algo, bem acho que já disse asneiras a mais, é melhor hoje ficar por aqui…
Sinto-me: a Filosofar
Por Pulse às 19:15
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos
Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2007

Fix You "Só o tempo existe, tudo o resto temos que tratar bem..."

Sinto-me: A Concertar-me
Por Pulse às 23:39
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos

Mais Um Dia...


Mais um dia que acabou, mais um carnaval que acabou, falta-me as palavras, porque serão tão vazias, rico é o poeta que diz tudo sem dizer nada em tão poucas palavras, sim, como dizia Florbela Espanca “Ser Poeta é Ser Mais Alto...” nós somos pequenos, tão pequeninos, esperamos o inesperado, e contemplamos o grandeza do universo e esquecemos a nossa pequenez, toda ela perante a vastidão do espaço e do tempo, lembro-me por vezes de um filme, nada especial, apenas de entretimento, “Perdidos no Espaço”, é assim que nos encontramos, nesta grande nave espacial, a qual destruímos um pouco todos os dias, e mais uns anos e bumm, nada, que irão dizer as próximas gerações de nós, afinal será que nos preocupamos assim!!, não tenho a certeza, andamos nos nossos belos carros, fumamos os nossos grandes charutos, desperdiçamos alimentos, não racionalizamos os recursos que hoje temos, nem pensamos um pouco, ou pensamos muito pouco, entrámos num processo sem retorno, e estou a ser muito realista, de tudo quando tenho visto, ouvido e lido, caros concidadãos a nossa geração será uma sortuda, é a próxima já não o será, mas eu tenho esperança, tenho fé e tento no meu dia a dia fazer o melhor, se me perguntar se poderia fazer mais, acho que sim poderia, mas por mais pouco que seja já é muito bom, o que de facto me preocupa é essas birras internacionais, principalmente entre árabes e norte americanos, ou entre diferente civilizações, a proliferação de armas, principalmente as nucleares, os países em vias de desenvolvimento que para isso terão que poluir e poluir e por ai fora, enfim o chamado livre comercio internacional, que com ele a trás vem a exploração do homem pelo homem a escravidão do nosso século, não me venham dizer que não existe, até me ria, ou melhor chorava, ela existe, mais sofisticada, mais oculta, e às vezes debaixo dos nossos narizes, e não seremos nós também escravos??, pois é queixamo-nos, queixamo-nos, tadinhos que somos, mas existem pelo mundo fora gente bem pior que nós, podem ter a certeza, mas dizemos: com o mal dos outros podemos nós..., pois é, será mesmo!?... fico por aqui...

Sinto-me: Perdido no Espaço
Por Pulse às 23:32
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos
Domingo, 18 de Fevereiro de 2007

Carnaval


È Carnaval, e vem-nos à memória aquele velho ditado: “No Carnaval nada parece mal”, é realmente velho, desde pequeno que me lembro dele, mas ai está ele mais uma vez, faz parte do relógio universal não pára, dá a volta como os ponteiros e toca de novo, parece que um ano é como um relógio gigante, e na verdade é, tudo se repete, sejam rituais, tradições ou datas comemorativas de algo, tudo se repete, o tempo é a única coisa imutável, assim como o espaço também, um e outro lado a lado dominam a nossa existência e encaminham nossos destinos, se é que acreditamos em destino.

Carnaval, sinonimo de alegria de festas pagãs, de mascaras e disfarces, deixamos as nossas máscaras do dia a dia na gaveta, e por três dias nos despimos de preconceitos, e aqueles que só assistem, disfarçam seus olhares, e mostram suas máscaras escondidas em si, verdade ou mentira, sejam maus ou bons, que interessa, é Carnaval, nestes dias somos todos iguais né verdade, claro, podemos dizer mal, dizer umas asneiras, encher os olhos a barriga e também o corpo de tudo quanto nos apeteça, e porque não, desde que seja alegria, tirando os exageros que por vezes são fatais o resto é sempre festa, quando ao resto do ano não tenham duvida, e ai sim andamos bem mascarados…

Sinto-me: Mascarado
Por Pulse às 22:53
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos

A Noite



Perdido fiquei na mais longa noite,

desfaziam-se as memorias em água cristalina,

procurei no passado uma suave vacina,

e no dia procurei o fim da noite.

 

È na noite que se confessam as mentiras do dia,

descarregam-se sentidos pouco sentidos,

revela-se uma vida sem sentido, sentindo,

o velho hábito de fuga para o lado de lá.

 

Perdido fiquei no mais longo dia,

lembranças e retratos queimados,

amores e sentimentos deformados,

tudo era um muro, simples magia.

 

E a noite se desfaz em escuridão,

é esconderijo, é fuga, é desespero,

procura-se em vão, uma razão,

para o despertar do dia em clarão.

Sinto-me: Triste na Noite
Por Pulse às 02:56
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos
Terça-feira, 13 de Fevereiro de 2007

SIM & NÃO


Procuro em mim algo, palavras, sabem como é, quando sentimos que abandonamos algo, é como a frase da imagem do meu poste anterior, um “sim” ou um “não”, quem diria, muda muito sem duvida, nem se quer existe um “talvez” ou um “assim-assim”, não existe meios, talvez se eles não existissem tudo seria diferente, só “sins” e “nãos”, mas não os podemos confundir com extremos, quanto a mim não são extremos, extremo é algo imutável, e “sim” e o “não” não o são porque a qualquer altura podemos mudá-los, modificar, pensar de outra forma, crescermos, provavelmente alguns de nós e alguém, ai sim será extremista, mas não um “sim” ou um “não”, e mais ainda se não nos comprometemos com esses “sins” ou “nãos”, então ai andamos nos meios dos “talvez” e ai sim nos perdemos ou não sabemos o que queremos, mas eu por lá ando às vezes, não sou perfeito, mas pelo menos tento que pelo menos os meus “sins” e “nãos” sejam coerentes, eles definem em muito o nosso carácter a nossa sinceridade o nosso compromisso e por conseguinte a nossa responsabilidade perante essa decisão que por vezes muda tudo nas nossas vidas e em mim muda muito. Vou-me deixar de filosofias baratas, afinal o referendo foi só responder um sim e um não, eu gostaria muito que fosse assim para outras questões e que fossem muito mais os referendos, aposto que se começasse a tocar em questões de âmbito social e não pessoal como este foi, diria que a abstenção seria de 10%, apostaria, as questões seriam muitas com certeza, mas como um referendo custa muito dinheiro, bem podem esperar pela demora, talvez a verdadeira democracia estaria e estará no referendo, a minha resposta é sim, afinal de contas a democracia é feita do povo para o povo, lá dizia o velho filosofo, e o referendo meus caros seria uma forma de crescermos como sociedade mesmo que algumas resposta a determinadas questões dessem para o torto porque logo de seguida teria que haver uma outra questão a tornar a balançar o mau resultado da primeira. etc., etc. mas não me venham, ai e tal sou jovem não penso, vamos lá ver uma coisa, primeiro tem que se experimentar tem que se partir para o campo, agora também não me venham pedir para legislar sobre referendo, não ganho para isso, ou seja é uma ideia apenas, bem hoje já disse asneiras a mais. E não se esqueçam amanhã é dia dos namorados, nada de flores, nem postais, nem rosas, nem nada dessas coisas, nada disso, vão para o concreto, é isso mesmo, quais talvez, nada disso, ou sim ou não, do que é que vale dares flores, postais ou dar baile se depois de casarem acabarem, pois é assim o concreto se oferecerem o concreto é para sempre e o concreto somos nós cada um nós dar o melhor de si, ser um sim ou um não, não um talvez, e esse sim é amar, amar com toda a liberdade possível dentro da grande responsabilidade, mas nada de conservador, sejam progressistas, amem com tudo o que lhes vierem à cabeça e se o outro não quiser sejam sinceros, e digam sim ou não, e dispam-se de tudo de preconceitos e ponham um pouco de picante ou muito se quiserem e até podem colocar uma coisa qualquer sem pudor, desde que se amem “porque não?”, ou sim ou não, até breve…

Sinto-me: Um não e um sim...
Por Pulse às 22:42
Link do Post | | Adicionar aos Favoritos

Eclipse...



Sou o teu e o meu convidado Indesejado...

*Mais sobre um Pulsar


Correio de Frequências

*Procurar um Pulsar

 

*Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

*Passageiros



ON-LINE




Current Moon Phase
CURRENT MOON PHASE

*As Minhas Fotos:

Castelo de Leiria
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0001eayf

Rio Lis
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0001gex5

Sé de Leiria
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0001fgy7

Ponte Arrabalde da Ponte
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002a74c

Ponte Leiria Euro 2004
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002bt3r

Igreja São Francisco
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/000276z8

Parque Ten. Cor. Jaime F. da Fonseca
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00029w7p

Fonte das 3 Bicas
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002832x

Estação CP Leiria
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002692y

Escola Secundária de Domingos Sequeira
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002xhcx

Nascente do Rio Lis
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002wh5s

Muralhas do Castelo de Leiria
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002yr27

O Rio da Minha Cidade
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002t3b5

Antiguidades no Estaleiro da JAE
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002r4c1

Avião no Parque Ten. Cor. Jaime F. da Fonseca
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0002s2cy

Vista Geral sobre Leiria
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0001hc9e

Mosteiro da Batalha
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00025cxe

Estátua Equestre de D. Nuno Álvares Pereira
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00047cya

Câmara Municipal de Leiria
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00041xr6

Estátua de D. João III
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00042ghc

Lyceu de Rodrigues Lobo
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00045d99

Nazaré
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00048k2s

Leiria à Noite
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/000449hh

Leiria à Noite
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0005ze92

Igreja N. S. Encarnação
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/000431zh

Igreja N. S. do Monte
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007e7x0

Mosteiro de Alcobaça
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/000790w5

Óbidos
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007dwk3

Castelo de Almourol
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007br5f

Aveiro
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007aq9g

Curiosidades de Leiria
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007c8ax

Monumento aos Mortos da Grande Guerra (Leiria)
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00046bzx

Rio Lis (Cortes-Leiria)
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007wq17

Rio Lis (Leiria)
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007y40g

São Martinho do Porto
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007tryd

Berlengas
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/0007xq26

Castelo de São Jorge (Lisboa)
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/000823wa

Rio Tejo (Lisboa)
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00083bcr

Ribeira (Porto)
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00084kf2

Convento de Cristo (Tomar)
http://fotos.sapo.pt/pulse/pic/00085pb4



Google

*Pulsar na Net

blogs SAPO
RSS